Remédios para Emagrecer – Qual o Limite para Ter o Corpo Perfeito?

Será que é preciso tomar remédios para emagrecer ? A luta diária das mulheres para perder peso é um fato inegável. Elas se esforçam fazendo exercícios na academia, dietas de todos os tipos, chás, e outras coisas e que às vezes não trazem o resultado esperado. A cobrança pelo corpo perfeito e a barriga chapada é grande. O fato é que a maioria das mulheres preferem o caminho mais curto e fácil. Mas, nem sempre o fácil é o mais saudável.

É comum a busca por pílulas, remédios para emagrecer e outros produtos para perder peso que fazem com que os objetivos sejam alcançados rapidamente com menos esforço.

Alguns remédios para emagrecer geralmente são proibidos no Brasil. Nem por isso difícil de conseguir encontrá-los. Muitos são comprados nas farmácias com facilidades.

Os medicamentos para perder peso prometem diminuir o apetite, acelerar o metabolismo e queima de gordura para, consequentemente, causar o emagrecimento. Porém, é muito importante tomar cuidado na hora de utilizar algum remédio para emagrecer. 

Os remédios para emagrecer rápido geralmente são vendidos sob prescrição médica. Por isso, é necessário procurar a orientação de um médico é sempre que pensar em consumir qualquer medicamento.

REMÉDIOS PARA EMAGRECER QUÍMICOS

Tipos de remédios para emagrecer

Existem três principais grupos de remédios para emagrecer: os anorexígenos, os sacietógenos e os inibidores de absorção de gorduras. Os medicamentos do primeiro grupo inibem o apetite, e tem em sua composição de substâncias conhecidas como anfetaminas. Atualmente, os especialistas utilizam essa classe apenas quando as outras duas não obtiveram sucesso, já que ela apresenta mais riscos de efeitos colaterais.

Efeitos colaterais dos remédios para emagrecer a base de anorexígenos:

Os remédios para emagrecer anorexígenos, podem causar irritabilidade, insônia ou sono superficial, tremores, depressão. Podem se alternar períodos de estímulo com períodos de depressão, aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca. Todos esses efeitos estão ligados ao sistema nervoso e cardiovascular.

O segundo grupo  de remédios para emagrecer chamados de sacietógenos reúne os medicamentos que agem no estímulo da sensação de saciedade. Com estes remédios para emagrecer, o indivíduo sente fome, mas come uma porção menor de alimentos fica satisfeito. Isso faz com que ele pare de comer mais cedo. Levando a ação secundária para o emagrecimento: o aumento do gasto energético.

 

Efeitos colaterais dos remédios para emagrecer a base de sacietógenos:

Já os remédios para emagrecer sacietógenos,  aumentam a sensação de saciedade. Normalmente apresentam efeitos colaterais mais suaves que os anfetamínicos, causando insônia ou sono superficial, agitação, irritabilidade (que não é um sintoma frequente).

Mesmo assim a sibutramina, que se enquadra nesse grupo, foi proibida de ser comercializada nos Estados Unidos e na Europa. Isso por que os órgãos responsáveis alegam que o medicamento acelera a frequência cardíaca. Essa aceleração provoca arritmias em quem já tem a propensão de doenças cardíacas. No Brasil, a sibutramina foi enquadrada na categoria de remédio controlado.

O terceiro grupo é o dos inibidores da absorção de gordura, representado apenas pelo Orlistat e o Cetilistate. Não restringe o apetite, pois não atuam no cérebro ou no sistema nervoso. “Eles atuam na inibição da absorção intestinal de cerca de 30% da gordura ingerida.

Com um bom controle de ingestão de gorduras, podem representar uma ajuda significativa, mas, ao comer demais, a tendência é não perder peso, porque os 30% de gorduras que deixam de ser absorvidas não chegam a ser uma deficiência calórica suficiente para o emagrecimento.

Efeitos colaterais dos remédios para emagrecer a base de inibidores da absorção de gorduras:

Os remédios pra emagrecer inibidores da absorção de gorduras apresentam efeitos colaterais principalmente se a ingestão de gorduras for exagerada.

É como um sinal vermelho. A pessoa apresentará diarreia com fezes pastosas ou líquidas. Podendo até eliminar gotas de gorduras depois de refeições mais pesadas. Por isso, mesmo tomando remédios para emagrecer, é preciso ter uma alimentação balanceada e saudável.

Todos os tipos de remédios para emagrecer só devem ser usados quando a adoção de uma alimentação mais saudável e a prática de exercícios físicos não mostraram resultado na perda de peso. Quando o IMC continua superior a 29  mesmo após o tratamento com reeducação alimentar; É indicado o uso de remédios para emagrecer por profissionais da saúde, para ajudar no processo de emagrecimento.

Para descobrir o índice de massa corpórea do seu corpo, basta dividir o seu peso em quilogramas pelo quadrado de sua altura e obter o resultado. Exite uma tabela que indicará se seu IMC é adequado ou não. Porém é importante lembrar que o peso da balança não significa gordura corporal. Podemos encontrar duas pessoas com 70kg da mesma altura onde uma tem sobre peso, e a outra massa muscular. Por isso não se baseie apenas na balança para o emagrecimento.

remédios para emagrecer funcionam?

Tabela de IMC segundo a Organização mundial da saúde sobre os remédios para emagrecer 

O IMC é o calculo feito entre o peso e a altura do individuo. Existe uma tabela que diz que o IMC ideal está entre 20 e 25 , variando de pessoa para pessoa. Quando se fala sobre atingir o IMC ideal muitas pessoas buscam os remédios para emagrecer como opção. Mas é importante lembrar que esses medicamentos, embora ajude a emagrecer com rapidez, também tem efeitos colaterais fortes e imprevisíveis dependendo de cada organismo. Mas o principal deles e o mais importante é que o uso prolongado causa dependência por causar alterações no funcionamento do sistema nervoso e do sistema cardiovascular.

Os remédios anorexígenos e os sacietógenos não devem ser usados por pessoas com hipertensão arterial descompensada, arritmias cardíacas, diabetes do tipo 2, doenças psiquiátricas (depressão e transtornos do humor, impulsos compulsivos) e glaucoma, etc.

 

Remédios para emagrecer naturais:

Como perder de 5 a 10kg em 21 dias ?

Os melhores remédios para emagrecer naturais são à base de ervas e produtos naturais que melhoram o funcionamento do organismo. Apesar do nome remédio parecer negativo, esses medicamentos agridem menos o organismo. Existem no mercado diferentes opções como:

  1. Chás verde

O chá verde é um dos remédios para emagrecer mais conhecidos e comuns. Tem as propriedades de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura, podendo ser consumido em cápsulas ou na forma de chá.

Deve-se consumir de 3 a 4 xícaras do chá por dia ou tomar 2 cápsulas pela manhã e pela tarde, mas está contraindicado para pessoas com sensibilidade à cafeína ou problemas cardíacos.

  1. MaxBurn

Suplemento feito a partir de chá verde e açaí, tem o poder de aumentar o metabolismo e diminuir o apetite. Deve-se tomar uma cápsula antes do almoço e do jantar, mas é importante lembrar que a venda deste medicamento foi proibida pela Anvisa.

 

  1. Quitosana

A quitosana é feita a partir de fibras presentes no esqueleto de frutos do mar, ela aumenta a saciedade e diminui a absorção de gordura no intestino. Deve-se tomar 2 cápsulas antes do almoço e do jantar, mas está contraindicada para pessoas alérgicas a frutos do mar.

  1. Goji berry em cápsulas

Esse remédio é feito a partir do fruto fresco, e atua no organismo como antioxidante e anti-inflamatório, devendo-se tomar 1 cápsula antes do almoço e do jantar.

Como perder de 5 a 10kg em 21 dias ?

É importante lembrar que apesar de naturais, esses remédios estão contraindicados para mulheres grávidas ou que amamentam, crianças e pessoas com pressão alta ou problemas cardíacos, e que o ideal ´e que eles sejam prescritos pelo médico ou pelo nutricionista.

REMÉDIOS PARA EMAGRECER - NATURAIS VS QUÍMICOSRemédios para emagrecer caseiros

Os remédios caseiros para emagrecer são opções mais fáceis e seguras para serem utilizadas para ajuda na dieta, especialmente de quem sofre com obesidade. Dentre os principais, estão:

  1. Chá diurético de ervas

Para preparar este chá, deve-se adicionar 10 g de alcachofra, cavalinha, sabugueiro, louro e anis em 1 litro de água fervente. Desligar o fogo e abafar a panela, deixando descansar por 5 minutos. Beber o chá ao longo do dia e seguir o tratamento durante 2 semanas.

  1. Água de Gengibre

Deve-se adicionar de 4 a 5 rodelas ou 2 colheres de sopa de raspas de gengibre em 1 litro de água gelada, bebendo a mistura ao longo do dia. Para obter melhores resultados, o gengibre deve ser trocado diariamente.

remédios para emagrecer naturais3. Água de Berinjela

Para preparar, deve-se cortar 1 berinjela em cubos e deixar de molho em 1 litro de água durante a noite. Pela manhã, deve-se bater tudo no liquidificador consumir ao longo do dia, sem adicionar açúcar.

4. Alimentação

A alimentação adequada, é ainda um dos melhores remédios para emagrecer de maneira saudável que existe. Comer bem sem culpa e sem remédios é sempre a melhor opção. Você pode optar por uma alimentação lowcarb, sem açúcar e evitar gordura, industrializados, sal e bebidas alcoólicas. O fato de ingerir mais alimentos ricos em vitaminas, fibras e boas gorduras, aumenta a sua queima de calorias ruins e assim te ajuda a emagrecer.

Receitas LOW CARB no lugar de REMÉDIOS PARA EMAGRECERAlém de conhecer os remédios para emagrecer , é importante lembrar que todos esses medicamentos trazem mais resultados quando aliados a uma alimentação saudável e à prática regular de atividade física.

Como emagrecer sem o uso de remédios para emagrecer

Controlar o índice glicêmico dos alimentos é uma ótima forma de emagrecer sem ter que tomar remédio e sem sentir fome. Em geral quanto mais crus e mais verde ou menos maduros menor o índice glicêmico. Os alimentos que ajudam a emagrecer são aqueles que melhoram o trânsito intestinal, combatem a retenção de líquidos, aceleram o metabolismo ou ajudam a queimar calorias como a melancia, a aveia e a berinjela, por exemplo.

Esses alimentos devem ser consumidos diariamente ao longo do dia, lembrando que devem ser nutritivos, pobre em açúcar, doces, gordura, frituras e alimentos processados, e juntamente com a prática de atividade física regular. Não existe milagre, existe disciplina e perceverança. Isso leva não só ao emagrecimento sem remédios para emagrecer como para uma vida mais saudável e de qualidade.

 

Related Posts

Leave a comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Remédios para Emagrecer - Qual o Limite para Ter o Corpo Perfeito?

Download o guia gratis X Fechar